28.3.06

Senhor, proteja seus servos dos homens maus!!

Salmo 12
Onde estão os homens de bem? Onde se encontram as pessoas piedosas? A narrativa desse salmo apresenta uma preocupação bastante atual. Parece que o cântico foi composto nos últimos
15 minutos, após uma rápida olhada nos sites dos principais jornais do país. Davi pede a Deus que o salve, pois os fiéis - pessoas tementes a Deus e de carater firme - desapareceram do mundo. Vê-se rodeado por pessoas que mentem e bajulam. Homens que transformam suas palavras em instrumento de morte e opressão. Creio que estamos bastante familiarizados com esse cenário, não é??
Davi também conhece bem esse ambiente. Mas não se acomoda!! Pede a intervenção de Deus contra os soberbos porque as suas palavras agridem ao pobre e afrontam ao Senhor (vers 2-4) .
Tão cheios de si, eles dizem: "venceremos graças à nossa lingua; somos donos dos nossos lábios, quem é o Senhor sobre nós?" Que audácia!! Quanta imprudência!!
Qual a resposta do Senhor ao clamor do salmista? Deus promete ao necessitado a segurança que tanto almeja (vers. 5) . Além disso, faz a distinção entre a Sua Palavra e a do ímpio. Enquanto este usa a linguagem para subverter, enganar e seduzir; as palavras do Senhor são "puras, como a prata refinada numa fornalha de barro" (vers. 6) . O que Deus diz tem a marca da sua personalidade. São palavras íntegras, perfeitas e verdadeiras, assim como o Senhor. Não tem erros!! Nunca vão falhar!!
Sob essa Palavra encontramos refúgio contra os maus. Nela estamos protegidos contra os infames, os bajuladores de ocasião e os perversos de coração (vers.7) . Que o poder do Senhor revelado nas Escrituras Sagradas lhe conceda uma semana protegida e abençoada. Que o ensino do Altíssimo lhe conceda sabedoria para lidar com os homens maus e preserve sua vida da contaminação das suas maldades.

Um comentário:

GENAI disse...

A palavra de Deus é notadamente atemporal.Como alguém poderia imaginar a história se repetindo assim dessa maneira,só q com toda a ajuda maquiavélica da modernidade;mas o homem com suas mazelas é o mesmo de ontem.Graças Deus,q a misericórdia do Senhor,tb é a mesma!!!
Brilhante a sua abordagem.
Abraços,
Genai.